sexta-feira, 30 de setembro de 2016

O genuíno amor

Os odiosos fazem detração do amor
Os egoístas querem ser somente amados
Os vaidosos embelezam o amor
Os tolos fogem para não serem amados

O inabalável amor
Fica toda eternidade vagando
Vendo seres aprisionados pela sua própria dor
Os geniais seguem amando

Doando mais do que afeto
Para que algum dia
Alguém seja menos seleto
E encontre cheio de alegria

O genuíno amor
Que és livre, puro e completo
Vital e transcende com esplendor.

Sigo sempre no meu destino inconformada com a maneira de certas pessoas, realmente colocarem o amor em um altar, como que poucos conseguem, principalmente na combinação do amor e reciprocidade. Amor não é algo que possamos definir de forma concreta e objetiva, pois ele é livre e pulsante. Nunca acaba, isto é, o amor para realmente existir tem que ser considerado infinito, pois está em tudo e em todos, mas raras pessoas conhecem a face do amor, porque são raras as pessoas que amam alguém ou algo incondicionalmente, pois amar o amor custa tanto, leva tempo para entender, muita paciência, atenção, um verdadeiro mistério e uma imensa caixa de muitas surpresas, que levam no ponto de nos tocarmos muitas vezes tarde, outrora prematura que o amor sempre esteve ali dentro de nós mesmos, somente depois conseguiremos compartilhar com alguém e se assim a vida querer, pode ser que o outro encontre o amor também, talvez um dia não quero ser muito ambiciosa, o mundo inteiro ame por fim o amor e este renasça amando novamente.

sábado, 24 de setembro de 2016

Uníssono



Em meio de um mundo
Repleto de vibrações de uníssono
Você se fez de tal raridade
Um sagaz, rodeado de pássaros que não sabem voar
Mesmo que cada palavra que digo aumente sua vaidade
Você fez me te amar

Isso faz me viva
Mesmo com todos os meus pecados que me tornaram uma grande libertina
Em meio de um mundo
Repleto de vibrações de uníssono
Você se fez preciosidade
Confio que nunca perderá sua verdadeira identidade

Em suas mãos o simples se transforma complexo
Isso é ótimo, por mais que o destino tenha vários pontos sem nexo
Creio que um dia surpreenderá esse sórdido mundo
Em meio de tanto corpo imundo
Por mais que ninguém lhe entenda
Uma alma única nunca se emenda
Nas vibrações de uníssono.

Tu és a inteira melodia
Em meio de um mundo
Repleto de vibrações de uníssono
Faz fascinante por si só, sua existência.

Gabriela Shapiama

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Eu te amaldiçoou com ternura



As chaves do nosso coração caíram do abismo, tudo que passou foi uma linda tortura e nada disso deveria ter sentido. Você me fez amar, querer, delirar e na minha nudez totalmente desarmada, arrancou os mais sinceros sorrisos, sim todos os  nossos momentos foram em demasia intensos.
Quando todas ás vezes  que fazíamos amor, os gemidos eram uma forma do sublime desejo, que cada minuto tornasse memorável. Teu sabor é superior que o mais fino vinho e a verdade é que odiei descobrir que algo crescia aqui dentro. Não por temer o amor, entretanto não suportaria ver-lo morrer em meus braços, a energia que  existe em mim te traria um enorme...Prefiro não mencionar e tudo que menos quero é saber que lhe deixei entristecer. Escrevo para que isto morra e parece que a cada tentativa é imortal.
Sempre pensei que não vim ao mundo para um homem somente, aceitei o adocicado fardo, não devo assassinar o meu amargo ceticismo em relação  ao amor eros. Por isso anseio partir, mas como? O meu coração está na sua posse, seu amável maldito, o motivo que te amaldiçoou com ternura é ter me feito enxergar que não há o fardo e  ter me feito  ver a face do Eros em somente você.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Desejo "Victor Hugo"


Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconsequentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.
Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.
Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga "Isso é meu",
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.
Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar ".

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Procurar escrever mais

A poesia é uns dos orgulhos que possuo, a forma de se expressar com algumas poucas palavras, o uso das metáforas, a personificação, rimas , sonoridade. Pode ser fazer com tão pouco, um tanto inesquecível, com o simples e transformar-se em majestoso. Existem linhas da poesia que são versos existenciais, sobre a natureza, felicidade, melancolia e os meus preferidos que adoro trabalhar em cima que é o amor, paixão, o EU e não tenho vergonha de falar que o erotismo está nas minhas veias. Sim existe dois tipos de escritores, isto é, jogando fora aqueles que não sabem segurar a caneta e os que postergam a escrever. Primeiramente descrevo os maestros como Nietzsche e até mesmo Stephen King, entre outros mais, detalhistas com as palavras, enredo impecável, embora alguns títulos não se podem classificar como romances e ficção, o modo perfeccionista, estratégicos, se reservam para escrever, parecem pacatos, entretanto, lutam no seu oculto, o dar-se entender, modo ás vezes até grosseiro de fazer-se influenciar, não são tão melancólicos como aparentam e sim realistas... São mestres da escrita.
Segundos os apaixonados que advém da paixão que em latim é " pathos" a doença de escrever, digo melhor, o vício em escrever é tamanho, que se fosse descrever levaria horas, resumindo, amam o amor, apreciam também o ódio, confrontadores, manipuladores de mentes, personagens intensos e cheios de conflitos, a insanidade bate sempre a porta do seu intenso intelecto, querem experiências, para trazer a inspiração da sua própria realidade, sim é um vício como qualquer outro e quem disse que precisar ser anestesiado, exemplo disso é o grande Shakespeare e Fiódor Dostoievski.
Escrever é como você libertar-se de si mesmo, para que um dia alguém consiga se libertar também...
"Gabriela Shapiama"
obs: Todo aquele que escreve tem o dever de assinar.


Hoje é dia do escritor!!!

sábado, 2 de julho de 2016

O convite

Achei super interessante e animador, como gosto de poemas me veio " O convite" de Oriah Mountain Dreamer.



Não me interessa o que você faz pra viver. Quero saber o que você deseja ardentemente, e se você se atreve a sonhar em encontrar os desejos do seu coração.
Não me interessa quantos anos você tem. Quero saber se você se arriscaria parecer que é um tolo por amor, por seus sonhos, pela aventura de estar vivo. Não me interessa que planetas estão em quadratura com a sua lua. Quero saber se você tocou o centro de sua própria tristeza, se você se tornou mais aberto por causa das traições da vida, ou se tornou murcho e fechado por medo das futuras mágoas.
Quero saber se você pode sentar-se com a dor, minha ou sua, sem se mexer para escondê-la, tentar diminuí-la ou tratá-la. Quero saber se você pode conviver com a alegria, minha ou sua, se você pode dançar loucamente e deixar que o êxtase tome conta de você dos pés à cabeça, sem a cautela de ser cuidadoso, de ser realista ou de lembrar das limitações de ser humano.
Não me interessa se a história que você está contando é verdadeira. Quero saber se você pode desapontar alguém para ser verdadeiro consigo mesmo; se você pode suportar acusações de traição e não trair sua própria alma. Quero saber se você pode ser leal, e portanto, confiável.
Quero saber se você pode ver a beleza mesmo quando o que vê não é bonito, todos os dias, e se você pode buscar a fonte de sua vida em sua presença. Quero saber se você pode conviver com o fracasso, seu e meu, e ainda postar-se à beira de um lago e gritar à lua cheia prateada: “Sim!”.
Não me interessa saber onde mora e quanto dinheiro você tem. Quero saber se você pode levantar depois de uma noite de tristeza e desespero, cansado e machucado até os ossos e fazer o que tem que ser feito para as crianças.
Não me interessa quem você é, como chegou até aqui. Quero saber se você vai se postar no meio do fogo comigo e não vai se encolher.
Não me interessa onde ou o que ou com quem você estudou. Quero saber o que o segura por dentro quando tudo o mais fracassa. Quero saber se você pode ficar só consigo mesmo e se você verdadeiramente gosta da companhia que tem nos momentos vazios.

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Muito mais do que carinhos

As pessoas possuem uma sensibilidade que muitas não gostam de demonstrar, por receios particulares, elas podem estar completamente certas. Nunca conseguimos saber o quê se passa na mente do outro, nunca existirá esse poder.
Infelizmente cada vez aumenta o número de pessoas que não querem amar ou ao menos querem demostrar assim  que
se é, um fato evidente e triste, fico ás vezes pensando sobre as possíveis respostas, blindando os seus corações e ansiando para que este seja neutro. A resolução desse problema atual precisa muito mais do que carinhos, necessita urgentemente que todos os que se mantém neutros em todo tipo de relação e aqueles que ainda tem esperanças numa espécie de amor genuíno, tenham a consciência que não tem o poder de mudar algo só ou se ver mais forte não se importando com a essência do verdadeiro amor.
Quantas pessoas são machucadas emocionalmente por outros que no passados foram deformados pelos os seus próprios sentimentos, engano das que pensam que é um jogo, não é, pois ninguém ganha, os machucados podem perpetuar e podem criar um desejo também de machucar e os deformados terão um prazer momentâneo de conseguir deformar alguém emocionalmente, depois iludidos, sozinhos sem rumo e com um sentido de vida insignificante para sua evolução.
Precisamos muito mais do que carinhos passageiros, isto é, sentir verdadeiros sentimentos que devem permanecer por um bom tempo. Devem estar se perguntar como, a resposta é observar e pensar no o por quê se ocorreu essa vontade ou sentimentos, não procurar longe por exemplo têm pessoas que buscam o amor da sua vida, amigos e acabam esquecendo de que está literalmente perto, Se você não querer arriscar conhecer melhor que a vida fez naturalmente aproximar-se ou por paradigmas ( deixar de me preocupar com isso, fez eu ter momentos extraordinários), qual é o sentido de procurar distante, pessoas que podem mentir com tremenda facilidade e que também em algum nível de solidão e a responta não falo da felicidade, sim de melhorar a percepção de viver pode estar tão perto como uma flor e você apenas admirados de como chegar nas estrelas. Comece a dar mais do que simplesmente carinhos, o toque não dura muito e dê prazer ao outro por estar na sua presença,

domingo, 26 de junho de 2016

Medo e o corpo



Eu domino ou sou dominado, isso é medo ou simplesmente a minha alma fincada no meu corpo, um dia falaram para eu parar de pensar, poderia fazer muito mal. Entretanto, o quê me faz mal é a consciência dos meus próprios medos e amar o corpo, sim e não seja modesto se vocês têm medo da morte, amam instintamente o corpo, a pela, a sensação que não se pode ver que é a sua própria alma, não julgo de mentiroso quem fala que não tem medo da morte e sim que apenas abafa o óbvio que a morte a qualquer hora chegará, engana a si próprio a esquecer dela.
As vezes o medo toma a minha mente, com pensamentos feios e que estatisticamente pode ocorrer, como doenças, deformações, mortes explicitamente no plural e até a loucura. Não consigo expressar com palavras certeiras como é, sei que deteriora, enfraquece e isso arruína meus planos que nunca organizo.
O medo e corpo fazem com que a minha consciência controle... Mas não digo o quê pois não sei.

Sentir a vida

No caótico mundo atual, recheado de medos, horrores, credos e amores, no meu particular discernimento as pessoas estão elas mesmo buscando não sentir ou simplesmente a satisfação, a tecnologia cada vez avançando para um além talvez imaginável ou não, o paradigma da felicidade o tempo todo e o esquecimento do real sofrer. Desde pequena olhei para as minhas mãos e fixada em um questionamento, que é imortal nas minhas memórias " O que faço de bom nesse corpo", cresci calada e distraída, mudei e agora vem o mesmo questionamento.
Sentir a vida o que é não basta, mas para quê...O meu enfadonho instinto me diz que é para algo maior, será especial... Algumas pessoas pensam que é um sonho, loucura e até uma visão... Sentir a vida pode significa friamente " receber a um processo" vários pensadores, cientistas, artistas e creio EU que atém pessoas comuns o que significa na amplitude da veracidade " Sentir a vida" e os seus porquês e objetivos. Até o momento que escrevo isso, ninguém tem a resposta e pode ser que nunca terá... Espero se tiverem não seja tarde ou isso seja ruim para a humanidade.
Sentir nos destrói e nos preenchem, confesso que já pensei em teses, o meu medo maior de continuar a aprofunda-las e que algumas delas estejam certas, não tenho medo de fracassar, minha ambição grita sempre. Difícil fazer uma conclusão sendo uma ignorante simplesmente.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Querer tudo e ser nada


O buraco negro é uma imensidão e como simplesmente somos mortais jamais enxergaremos seu real tamanho,isto é, estamos cegos diante a nossa insignificância nesta grandiosa "esfera" que a cada segundo vai evaporando para se tornar novamente um realista nada e volta a criar o tudo, agora você deve está pensando não me interessa saber sobre o tal buraco negro.
Pare, tudo que você deseja e necessita possuir, faminto como um animal, está no seu vazio existencial, consumindo o restante do seu  tempo de tanto querer de tudo um pouco, para obter o fantasioso êxito de finalmente preencher o oco desconhecido pulsante, entretanto, é sentido com uma intensidade imensurável. Hoje em dia devemos ser assertivos, conscientes, dominadores de conhecimentos, ser notáveis é uma global obrigação sermos tudo em uma linha horizontal, expandir o magnifico  EU puramente individualista, apreciando peculiarmente da preciosa já escassa essência de existir.

No silencio dos nossos pensamentos, buscamos na infinitude a resposta do vazio ardente e queremos ainda mais, para esquecer que estamos feitos um buraco negro. O problema não é totalmente suas ações para o almejado sucesso carnal, é você no todo, não menciono aquela esperançosa frase "Querer é poder" senão seriamos imortais, não creio nisso, acredito em Deus e o amo, pois o sinto, porém não quero dizer, o individuo tem que crer em algo para preencher o seu vazio, alias possuímos o intangível livre arbítrio, isto é, se  não  há a capacidade  de se visualizar o vazio existente, será que o seu preenchimento não está escondido ou tão visível? O distinto buraco negro que habita dentro de nós quer  tudo isso enquanto somos um verdadeiro oco, incapazes de nos encantar com o simples fato de viver, a vida em seu todo jamais poderemos olhar, tocar e completar com todas as coisas mais belas criadas pelo o homem. O peso dela sobre nossas mãos, seu brilho no coração, o suposto curso na mente e o seu esplendor no momento que estaríamos a te -la diante de nós, já não existimos mais.
Ser nada, porque não vemos o nosso buraco negro, faz querer o tudo para ocupar o infindável vazio implosivo, nos corroendo a cada instante, antes que possamos conhecer a real resposta que é existir, até lá não tem mais significância para ser um completo nada que literalmente é preenchido de inexistência esse sustentável buraco que é contemplado por si só.


sábado, 26 de março de 2016

Os teus

Eu tão indiferente aquela noite
Você sorriu e tremendo de frio
O teu abraço era quente
Foi naquele momento que me apaixonei
Por teus traços, teus defeitos e tuas manias
Você deixou o teus vícios
Eu não larguei os meus
Seria muita sorte te ver outra vez
Mas dessa vez é pra te fazer feliz
Outros beijos, não são os teus...

sexta-feira, 25 de março de 2016

Adeus coração grafeno

Agora experimentei uma parte da resposta de alguns pecados, ele não ocultou a verdade, ele á mostrou e assim o tempo ficou estagnado.
Nem mesmo se quisesse, eu não teria forças para continuar, eu não quero sua amizade, eu não a queria, tuas palavras ditas como os mais belos versos existentes, eu podia imaginar o teu sorriso maldoso, eu não tenho o poder de moldar tuas inconstâncias. Vem na memória  quando sem querer querendo magoei aquele doce menino de olhos azuis, o de sorriso tímido,o jovem do skate, o do reggae, o das mãos firmes, o amante da filosofia, o do rapaz apaixonado e de alguns outros por ai.
Rapaz de sorriso malvado, o  teu
olhar que esconde o infinito e claro o dono do coração grafeno, você descobriu a minha fraqueza sem perceber...Oh tu! Mas você não me conheceu o suficiente, não me viu nua totalmente em todos os sentidos, não tocou minha alma, não lhe apresentei o meu orgulho, o meu ego e divinamente ainda bem o meu amor.
Já pensou se eu tivesse começado te amar, você á mim, é talvez quando essa incoerente excitação evaporasse, nós dois sairíamos destruídos e crus.
Digo Adeus ao coração grafeno que por sorte ou azar nunca á de me pertencer... Será assim? Cedo ou tarde surge alguém para dançar na sua dor ou no seu amor. Não amor!!!
e sim sou confidente do sarcasmo...

sexta-feira, 18 de março de 2016

Exalado




Nesta madrugada
Quero descobrir
Este vulcão dentro de ti
Recheado de paixão
Posso ficar enlouquecida
Totalmente estremecida
Tu és branquelo
Com sabor de marshmalloy
Serei tua eterna menina
Em todo este exalo
Em meio destes enlaços.

domingo, 13 de março de 2016

Não: Ele não é canalha

Quando conheci aquele rapaz com cabelos de limão, olhos azuis de oceano infinito, foi como se uma nova esperança surgira novamente e ele tão menino travesso. Nunca deixou de dar um belo sorriso, cresceu em um piscar de olhos.
Poderia ter qualquer mulher que quisesse, tinha charme de felino, mãos firmes, costas largas e sua voz encantadora. Sim me apaixonei por ele, possuiu o meu coração de todas formas possíveis. Fugíamos quase todas as tardes com promessas e devaneios. Minha  primeira paixão, o único que me tocou de uma forma tão grosseira e deliciosa.
Os dias passavam e eu cada vez mais enlouquecida por aquele rapaz com essência de cachoeira e um sabor que deixava-me insaciável, sua pele, sua boca, seu corpo inteiro e o quê intrigava-me sempre era o que tinha em seu coração impenetrável..
- Eu sei ler mentes!- Ele disse e sorriu.- Você está amando á mim cada vez mais.- abraçou-me forte e suspirou em meus ouvidos.
- Como adivinhou?- Perguntei confusa.
- Eu sei ler mentes.- Tocou-me como mais força.- Posso sentir teu coração e entender muito mais de você, do que você mesma.
- Para você está me assustando!- Sai de seus braços.
- Não faça isso!
- E você não sente o mesmo por mim não é?- Perguntei com os olhos brilhando.
- Não! Não sei o que é amor, talvez eu não seja o quão maduro para essa decisão. Te quero AGORA, entretanto, seria covardia mentir que vou te querer para sempre. O meu desejo é ser livre, tenho medo do amor, isso significa repudio algo tão belo que um dia por maldição possa me fazer mal.- Ele me puxou para si e beijou-me violentamente.
- Não te quero por alguns segundos, contigo penso ao além...
- Querida! tenho apreço pelo o conhecimento e por minha própria evolução. Sou ambicioso eu almejo todo esse mundo.
- Você me fez tua CANALHA!
-  Não! Você quis ser minha! Não forcei, não chantageei e apenas te dei um pouco de amor para sentir.
- Seja claro!- Exclamei vermelha.
- Sim eu te amo AGORA! Mas amanhã isso já não sei.- Diga-me que sou teu amigo, teu amante e o teu canalha, mas suplico não me chame de teu amor.Afirmo não  retribuirei á altura. Sou viajante, inquieto, inconstante e insignificante para o mundo.
- Mesmo assim você  terá o meu coração.
- Vou guardar o teu amor em um frasco de brilhante para nunca esquecer os momentos fervescentes somente nossos.
Não ele não é um canalha, pode ser que seja um realista tenaz, um inquebrável diamante, um libertino, um preso que pensa ser livre, bruto e gentil ao mesmo tempo, pode ser um tudo ou um nada. AGORA tenho certeza que não ele não é um canalha.
Ele fez com que o meu sentimento por ele se trancasse em um pequeno frasco perdido por este mundo, talvez um dia será encontrado por um outro homem ou não. Fez nascer o meu amor pelo o conhecimento, descobri minhas ambições verdadeiras, transcendeu a meu real sentido e me mostrou que a felicidade é uma saltitante eterna.
A cada suspiro meu... Não ele não é um canalha e nem os outros rapazes. Todos eles são apenas meninos travessos buscando o desconhecido para descobrir a si próprios.
   

quarta-feira, 9 de março de 2016

PENSANDO EM TI

PENSANDO EM TI
De repente, parei no tempo.
Te encontrei
E, paulatinamente,
Comecei a sentir algo diferente.
Estou distante agora,
Tu não estas aqui
Eu te imagino distante,
Mas não vejo a hora
De retornar e conversar contigo.
Vem bem perto,
Me ensina teu jeito
Que farei o mesmo
Nascer dentro de mim.
Essa meiguice estampada no rosto
Vem à tona
Não sei que força é esta
Que toma conta de mim,
Levando-me para ti...
by luaustrelino (memórias)

Esta poesia não é da minha autoria, mas gostei muito por isso compartilho.

sábado, 5 de março de 2016

Olhares repetidos

Em meio da tempestade de um tipico verão encontro mais uma vez, aquele senhorita de vestido vermelho, batom rosado, unhas pintadas e cabelos impecavelmente penteados. Todas as tardes fico a admirar sua beleza, mas o que me intriga, o quê ela tanto espera ali sentada, parecendo abandona e por um segundo de tanto olha-la nos olhos comecei a sentir uma faísca acendendo em meio coração.
Os repetitivos olhares continuava todos os dias e não conseguia parar, queria conhecer seus pensamentos... E que ela escutasse os meus... Embriaguei-me de coragem e fui cumprimenta-la e disse com todos os dentes um olá.
Ela sorriu com o rosto rosado, fugiu e nunca mais esteve por lá. Hoje já não á desejo mais, o hábito evaporou-se como aqueles olhares trocados... Que nunca mais foram repetidos os olhares  como as antigas tardes de verão.

Um Fato

Se procura uma moça pura, inocente, uma verdadeira boneca delicada e seus afins... Apague as tuas memórias comigo ... Amor... Sou amante da vida e de seus peculiares momentos, a intensidade de um ato aguça os meus desejos, viajo em minhas inspirações... Tentando a cada suspiro que se eternize... Pode ser que os poetas me agradem... Porém se eu te querer pode apostar é verdadeiro... Amor... Queira-me com toda sua força e vontade... Saiba que existem vários passarinhos indo levantar voô e talvez eu seja um deles... Atos fervorosos são a minha pretensão... Na chuva ou no sol... Isso não importa... Amor se admirares o concreto não vai achar-me ...Vou estar escondida no abstrato... Se pudesse... No calor de muitos toques...Desnuda aguçando... Um fato...Amor não me peça para ser o quê não sou... Repetindo as palavras e isso é mais um fato quero muita intensidade em todos os atos.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Nuances

Observo na neblina
Todas essas nuances
Envolvendo-me e alucina
Pedindo que tu avances
Através dos dedos
Conheci seu corpo desanuviado
Mudou todo o meu enredo
Rasguei os lençóis sem pudor
Enquanto degustou-me com fervor
Abandonei minhas antigas paixões
Assim maximizei essas ambições
Sei que não és santa
Floresço o dom
E isso te encanta
Você tricotando as minhas fantasias
Prometi que não bajularia
Essa sua maestria
Nestas tuas nuances
De selvagem
Em seguida indefesa
Fascino-me por tua malandragem
Elencado numa paixão densa
Enlouquecendo-nos no chão
Talvez na mesa
Embriagados de amor
Ultrapassando a dor
Sem poder
Novamente enlouquecer
Passando a mão
Onde outros não quiseram conhecer
Os segredos do teu coração
Te revelei os meus medos
E você o teus receios
Quem sabe um dia
Conquistaremos o mundo
Mesmo no meio do cegos
Que fingem estar mudos
Almejando a temida ousadia
Das inúmeras nuances
Possibilitando várias outras chances
De um ignorante como eu
Por não saber amar
Vive a vida á recordar
Da minha  desinibida senhorita
Escondida agora nesta escrita.

Anseio

Quando olho tua face
Percebo toda a verdade
Desde as mentiras da tua boca
Até a essência de outro perfume em tua roupa...

A confusão de minha menta atormentas as minhas ações.

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Mensagem á alguém!

Desculpa por eu ter me apaixonado por ti frenetica...Mas agora isso está em um lindo frasco que sempre guardarei em S2...Sempre estarei por aqui se um dia você precisar e eu puder ajudar... Desculpa por eu nao ter feito ações que mostra-se minha verdadeira personalidade... Que sou apreciadora das artes, literatura, filosofia, piscologia,livros e pior q fui na alienação...E muitas coisas sei q nao tem volta... perdi o carinho de muita gente k eu adorava por causa da minha incostancia... Eu nem sei pq estou escrevendo isso pra ti..... vc nem liga...talvez por causa do seu perfil com tendencia equizoide ou por ter em mente que eu seja uma pessoa desinteressant...As suas palavras nunca doeram ...Isso q eu sempre acheo estranho.. Falam k o coraçao sente e os olhos sao janelas da alma... O ano passad fiz uma descoberta incrivel.... pausei.........Gostaria que você refleti-se um pouco seus objetivos...Seu pontencial é espetacular.... Se você quizer ser meu amigo prometo que jamais irá se arrepender...Vamos num parque ou em algum lugar que vc se sinta á vontade...Eu te respeito muito..Mas senão td bem... Repetindo semprei estarei aqui qnd vc necessitar de algum apoio moral..Sendo qu sentimento é uma decisao... Abc e bjcksss Vc é precioso ... Desculpa....pelo menos respond...Nunca se esqueça que sempre vai ter alguem meio tosca torcendo pela sua felicidade ... Ass..Gabriela Shapiama Jacome Amorzinho fofinho s22 #amizade #bonssentimentos #naonecessitadereciprocidadeapenasalguemprasenti.. Olha o tamanho do texto#vcmeinspiroupara um personagem gratidao eterna



Fim da conversa no bate-papo

Words only

Eles podem até não acreditar no meu amor, a arte repudiar a minha dedicação, mas enquanto o oceano for profundo, o céu infinito, o ápice da paixão estiver saltando dentro de mim e o um último suspiro da madrugada... Vou continuar cobiçando as estrelas, me inspirando nesses momentos, sorrindo, amando, acreditando que um gesto de bondade um dia talvez faça feliz outro alguém, a vida pode não ter sentido...Vou continuar á amando e desejando que a pessoa do meu lado sinta essa sensação...

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Atos de Amor

1' - A força do meu corpo se espalha em meio ao oxigênio mortal!- Estremece cada vez mais.- Somente os ignorantes são capazes de amar sem sofrer com a perda deste.- Sua pele fica cada vez mais quente.- Agulhas envenenadas dançam sobre o meu sangue fervente.- Sente-se perdida e brinca com a faca.- Aqui sem ele...Meu querido...- Uma lágrima aparece.
2' - Por que tanto choraminga jovem?- O bêbado curioso questiona e a olha fixamente da cabeça aos pés. - Este simples homem poderia lhe ajudar em algo?- Com a garrafa na mão se envaide-se e estufa o peito e em gole o abdômen.- Mostrar como faz o verdadeiro amor?- Ri ironicamente.
1' - Senhor em nada pode me ajudar.- Ela retrocede dois passos- Já conheci o amor e o céu ignorou os meus desejos.
2' - Uma mulher não merece passar os restos dos dias sem provar novamente o amor.-  Acaricia suavemente o rosto da moça.  
1' - Tenho poucos anos de vida e já amei...- Se afastando.- Ele morreu e pertence ao infinito mar AGORA.- Olha para  o horizonte.
2' - Já fui marinheiro um dia...- Sentou-se cansado.- Tinha todo o amor do mundo.- Deu um gole do liquido que está na garrafa.- As mulheres ficavam fascinadas com as minhas aventuras no mar...- Riu.- Bem nas minhas mãos.- Fez um punho.
1' - Você nunca amou nenhuma delas?- Acalmando-se.- Nenhuma?
2' - Acho que não...- Suspirou.- Senão estaria com alguma bem aqui do meu lado.- Bateu no chão.
1'-  No meio dá sarjeta?- Sorriu.- Creio que não, nenhuma mulher que preze a si mesma faria um ato desse tipo por homem algum.- Argumentou.
2' - Jovem! O quê faz então você em meio desta conversa?-  Balançou a cabeça.

A moça olhou fixamente nos olhos do homem e podia sentir a presença do seu amado, ela acaricia o seu próprio corpo e o bêbado sorri.
2' - O amor é igual em qualquer lugar que se encontra, se você falar que é diferente eu digo que não é amor.- Levanta-se.- Está vendo isto?- Tocando-se grosseiramente e cambaleando.- Sou nada porque nunca senti...- Paralisado- NADA.- Berra.

Ela assustada se levanta e vai até ele e diz:
1'- Se você não fosse nada, já não estaria respirando.- Segura as mãos dele.-Ainda existe vida em você!
2'- Então já não existe o GRANDE AMOR por seu amado?
1'- Claro que sim!
2'- Ele já não respira mais... Só existe amor onde se há vida, o resto são apenas doces lembranças...- Levanta seu dedo indicador ao alto.- Você queria tirar sua vida simplesmente pelo o fato de não aguentar o peso do amor.
1' - Atos de amor são inquestionáveis! Quando alguém o prova em excesso o transforma, torna mais sensível e trás o verdadeiro valor que ainda somos humanos.
2'- Seres vivos querida! Ou acha que as plantas e os animais não sentem? Eles vivem... - Afirma.- Você não pode morrer agora.- Toma a faca da mão dela-  Se morte que quer ver preste atenção na minha.- Senta-se de novo.
1' - Você está louco!- Tentando o levantar.
2'- Quero que você veja a dor de não poder mais amar... Da morte... De não sentir mais nada... Você verá a solidão de um defunto sujo de terra.
1' - Me dê isso.
2'- Não sou obrigado á atender os teus pedidos.
1'- Mas você não deixou eu morrer primeiro...
2' - Você mudou de ideia sozinha, expandiu os seus pensamentos...

Ela dá um tapa na cara dele e grita: -1'- Por que razão você deixou isso acontecer?- Olhou fixamente para os olhos dele.- Você e ele são a mesma pessoa.- Apertou as bochechas.
2'- Sim! Infelizmente! Como descobriu?- Não aguentou e abraçou.Olha o meu estado, minha aparência já não é a mesma.
1'- O meu coração acalmou-se em sentir a presença do amor...- Largando-se dele.- Um ato e um segundo...
2'- Você estava guardado em minhas memórias, querida e o meu amor perdido em um frasco pequenino.
1'- Você quer morrer para não sentir o peso do amor!
2' - Não é bem assim... Não queria ser igual aos outros homens...- A abraça.- Por causa de um ato de liberdade fugi do teu amor e do meu AMOR.
1'- Sendo assim você não merece o meu e em no coração desta MULHER você já não vive mais.- Aperta o seu pulso.- Não amo mais...- Toma a faca a mão dele- Não existe vida sem sentir e em um simples ato...- Olha para a faca como se fosse o teu ultimo desejo.
2'- TE AMO!
1'- Isso não é mais sua decisão!
2'- Pertence á nós!
1'- Quero ser livre igualmente como você... Quando decidiu ir...
2'- Aceito! A culpa é minha... Eu assumo...- E pula em cima dela.
1'- Já não desejo sentir... Tudo em excesso leva á insanidade...- Agarrados no chão
Uma briga por um ato de amor.... Momento de histeria... Gritos.. Gemidos.. Alguém já não respira o suficiente...
1'- TE AMO!- Ela sorri- Fiz esse ato para que esse meu amor não se transforme em vicioso ódio!- Fecha lentamente os olhos.
2'- Não- Berra- Onde não se existe mais nada... Já não têm a presença da VIDA!- E dá um ultimo golpe em seu coração.
Silêncio... De um ato sem amor!
" Esse texto é a moldura de uma cena que estou preparando para uma determinda apresentação"

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Faces da efemeridade

O verde de uma folha ao passar dos dias já não está mais vistoso como antes, nem mesmo a personalidade de uma pessoa está fixa como o musgo em parede abandonada em uma rua tranquila. Muita gente anda preocupada, isolada, angustiada, estressada e esquecem do fato que a efemeridade possui várias faces. Não afirmo que exista um ser humano plenamente satisfeito com sua vida, isso ao contrário a insatisfação é uma espiã que nos rodeia o tempo que for preciso para em um dia qualquer nos surpreender.
Hoje em dia vejo sorrisos, alegrias exuberantes, momentos extraordinários e mais um pouco de dentes salientes, no meio da nova onda da tecnologia e no piscar dos olhos, no grão de areia trocando de lado da ampulheta e em cada respiração essencial. Ao voltar para a finita realidade e a sensações concretas e absolutas, vejo rostos enrijecidos, lábios costurados, mãos atadas na tristeza em sua maioria, pergunto-me onde estão aqueles quentes sorrisos, altos risos que não dá para escutar por causa da separação das silenciosas telas dos famosos "Smartphones".
Será que esqueceram das faces da efemeridades ou estão com tanto medo que tentam ignorar em público e em sua privacidade ficam a buscar compreensão de qual face que seja... E tornam a novamente á ignorar... Repito as faces da efemeridade assombra, entretanto é necessário que se dê um pouco de atenção á elas ou sua existência será ignorada por boa parte dessa sociedade ignorante.
 

sábado, 30 de janeiro de 2016

Sua frequência

Queria muito te ver essa noite, deitar contigo e fazer amor com toda intensidade dessa paixão. Olho suas fotos e vejo como é belo o teu sorriso. Você é muito privilégiado materialmente e  para mim não significa muita coisa, sua riqueza está puramente nessa sua calorosa essência,
Afirmo que sua frequência em meus pensamentos é uma constante, porém dolorosamente sei que não estou nos seus, como um ser invisível, compreendo suas prioridades e queria tanto que você sentisse em sua carne esse carinho e o desejos que tenho em meu coração.
Posso fazer amor contigo nos meus sonhos e nos teus, ainda bem que está acabando, você tem idade bem mais avançada do que eu e almeja construir algo estável, Eu quero voar...

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Coração vazio

Coração vazio:
Aqueles beijos agora não valem nada, os homens que me tocaram intensamente deixaram á mim sem nenhuma defesa... O de olhos azuis ou verdes, o de sorriso virgem, o das mãos sem graça, o moreno, o branco e entre outros. Não tenho vergonha de dizer o quanto amei tudo o quê aconteceu foi real e intenso. O brilho que encantava os meus olhos não existe mais, o meu sorriso já não tem um sentido adorável, minhas mãos não suam frio, o meu estômago não fica agoniado. Mais do que um amor não correspondido, posso dizer que dói pior não amar... Este meu coração vazio louco para amar, preencher e entrelaçado, reencontrar o ápice da paixão e enamorardes com o amor, não adiantou declarar o amor que tinha por eles, estou só agora e talvez condenada á uma gloriosa solidão doce e viva. Deus como o amo... Mais também quero amar um homem e que seja reciproco esse intenso amor, é pedir muito, não quero ser ingrata pela a maravilhosa vida que o senhor deu de presente.

O que vale os elogios e as glórias de um talento calouro desejando ser grande veterano, se o meu coração permanecer vazio eternamente. Ambições viver, amar, envelhecer e atingir minha metas.
Coração vazio grita...

Será mais um

Algumas moedas no bolso e o estômago violento, ela começa á cantar uma música que faz lembrar da sua doce infância. Era um menina tão pequena e franzina, os cabelos sempre atrapalharam sua visão nunca se importou com isso até que um dia o cupido á pegou desprevenida e a atacou.
Estava nas nuvens, com borboletas coloridas na barriga e seus velhos shorts bem largos. A data do primeiro baile já havia sido marcado e ela sem nenhum par... E um intrigante questionamento " o quê será que eles irão pensar?"
Essa pergunta encrenqueira tomou conta de boa parte da vida da menina que logo se tornou uma mulher, nunca fez o que realmente quis fazer por causa disso, antes de critica-la será que ela errou em seguir padrões, no momento que ela escolheu uma opção era a melhor possível e agora que se vê sozinha, olhos lagrimejam por culpa da solidão, sempre submissa... sempre foi... gentil... educada... os desejos freudianos reprimidos... Ali ela está enjaulada no seu envelhecido corpo recordando memorias que nunca deveria pertence-las... As escolhas requerem perdas e isso é uma questão que não podemos fugir e acomodados deixarmos nas mãos de qualquer um e obviamente qualquer caminho que cada um prosseguir não significa o magnífico...
Será mais um... Vitorioso ou perdedor... Não ou Sim... Quando você sorri feito criança e sente nas suas veias uma felicidade divida isso é muito bom, pode ser que você foi assertivo, não há time pré definido somente mais um entre tanto outros bilhões
de seres humanos que habitam o gigante pedaço de terra.
E ela continua á contar suas poucas moedas e prefere morrer de fome do que pedir pão... " o quê será que irão pensar?" Morreu aos poucos em carne viva nunca foi o que deveria ter sido... Será mais um dia de fome não mais para ela... Já não respira...

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Lançamento do livro Amores Imorais

Em pleno domingo dengoso lancei o meu segundo livro Amores imorais, recheado de poesias inéditas e cheio de pura doce cor das palavras e quero compartilhar esse momento maravilhoso com todos os leitores do blog.

Todas as primeiras cinquenta pessoas que mandarem mensagens querendo um PDF do livro vou enviar com todo o prazer do mundo ;). A leitura não pode morrer...
O desejo insaciável de gritar ao mundo suas vontades, pode ser inútil em meio de uma geração imediatista, porém sempre é mais valioso tentar do que nadar no oceano cheio de gotas almejando á liberdade que elas mesmo desconhecem.
Fazer das palavras poesia é um trabalho árduo e em todos os suspiros de cansaço mais um amor imoral vem para a doce e gulosa inspiração de alguns versos intrínsecos.
Compre o livro impresso no site:clube dos autores

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Eu não posso


Estar com alguém que não se encanta
Na simples beleza de uma planta
De não ser capaz de contemplar um segundo
Sem ficar mudo
Eu não posso
Ficar com alguém que não consegue
Ver em mim
Um pouco de si
Que não olhe a exuberância
Com aquele fracasso
Sem uma grande ambição
Em sua perdição
Segue á maré
Eu não posso
Com o meu coração
Ignora á razão
Perder a paixão
Talvez fique em minha solidão
Mas amor
Com muita dor
Eu não posso
Viver sem conhecer
O mundo
Os meus sonhos engrandecer
Sem admirar á arte
As tragédias, os dramas e as comédias
Escutar outro alguém
Eu não posso
Deixar de prosseguir

Apenas sobrevivendo.

sábado, 16 de janeiro de 2016

A beleza de um artista


As cores, sabores e sentidos são reais ou pode ser mais um fruto da nossa vasta imaginação que apenas acaba quando deixamos de respirar e a beleza já não tem sentido e a arte já não tem mais que á crie.
Vagarosamente se cria uma habilidade de um artista para que sua obra traga mais um sentido para uma vida simples que existe assim por ela mesma, com as abstrações, ambiguidades e alusões da arte para a demostração pessoal de uma percepção bela sobre o universo, a arte é misteriosa e inquieta.
A beleza é contemplação do simples que ir ao além volta para o seu inicio rapidamente, para apenas no sentido de existir. A beleza de um artista é que além de criar, quando a arte é bem executada consegue que um bom número de admiradores á compreendam do jeito que ela realmente é, por momentos de aplausos e após o caminhar do curso de uma utilidade e significado sutil. É intrigante tentar entender a beleza e arte enxergando nelas alguma conexão, isso faz com que você se confunda um pouco e volte ao ponto inicial e questione sua utilidade. Dizem que a obra de arte é a imitação da beleza da vida, porém pode ser um desejo do homem dominar para não ser dominado, de ser único e especial.
Olho para ao infinito para perder o medo de não ter mais nenhum sentido no que crio e naquilo que conheci em minha pele.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Os dedos maliciosos


Uma vontade de te colocar na parede e dizer... você quer?
Quando te toquei pela a primeira vez naquele em seu imenso sofá de couro branco, fiquei encantada com os teus olhos profundos, suas mão acariciavam meus cabelos e os meus dedos maliciosos desejando descobrir o teu corpo. A nossa boca começou a salivar e eu comecei a gemer baixinho e pedindo que você me pegasse em teus braços. Um rapaz tão tímido e o meu sangue fervendo, um beijo foi roubado ou melhor dizendo presenteado.
Não me aguentei e subi em cima de você e comecei a pular ligeira com muita vontade de mais,,.- Eu te quero!- Lambendo o pescoço.
- Eu também.
- Me morde.
-Tudo bem.
O sutiã foi desabotoado e eu estava gostando muito, você desceu devagarinho os seus lábios que beijavam minha boca, passou pelo o pescoço, os meus gemidos estavam cada vez mais constantes e até que chegou em meus seios e você mordendo levemente e chupando parecendo ainda pequeno.
- Você é maravilhoso.
Suas mãos foram para dentro da minha saia e eu querendo mais...
- Sou toda sua faça comigo o que quiser.
- Então me excita mais.- E colocou seu firmes dedos lá...Naquele momento eu estava toda derretida e suada. Peguei os teus dedos e comecei a chupa-los forte... Apenas me insinuando cada vez mais... Adoro quando você fica todo excitado, cheio de vontade, salivando, com fortes suspirando.
- Quero que você coloque com força e depois tire delicadamente. Vou sugar de volta.- Sorri.
- Então vamos nos perder de vez...
Batem á porta e como continuar...

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Peço desculpa por você não ter me conhecido


Bebendo pela manhã o meu doce café, vejo como fui capaz de fingir para muitas pessoas e o pior gostava daquela traiçoeira sensação. Fico sonhando com aquela nossa noite de amor, você pedindo para ficar e eu com muito medo. Da minha boca saiu algumas palavras que nunca deveriam ter sido acordadas pelos os meus lábios e a única coisa que faltou para lhe dizer foi que quando esqueci ele foi por tua causa, amei o jeito que você me trata, tão amável,tão compreensivo e tão meu naquele momento.
Como posso esquecer do teu sorriso de menino, suas mãos protetoras,  teus dedos curiosos, peço desculpa meu amor por você não ter conhecido o meu EU verdadeiro, um erro que desviscerou meu coração, doí pensar que você esteja ensinando á outra mulher, a amando, apreciando sua beleza e eu nunca fui o teu amor e por isso começo á chorar sem lágrimas e gritar sem voz.
To: GUI S2

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Amedrontado


Sorrindo á toa pode até  perder o medo naquele instante, mas se você não tiver a plena consciência e aceitação do inevitável isso irá te tornar em um solitário amedrontado. A falta do conhecimento faz com que tememos e ficamos cada vez mais ansiosos e assim deixamos de sorrir. Gostaria de falar palavras bonitas,isso apenas seria mais um compartilhamento de uma pessoal reflexão.
Sinceramente sou uma pessoa muito medrosa em demasia, sorrio forçadamente para eu mesma acreditar nessas minhas frases.Se amedrontado está reaja ao ambiente e mostre que você é mais forte do que o medo. Entretanto nunca seremos superiores o que está em evidência.

domingo, 3 de janeiro de 2016

Saudades de um carinho

Chorei ontem antes de dormi, por causa dessas perigosas lembranças que atormentam á cada instante minha mente e arranham como a faca brincando com a maciez da carne o meu coração rebelde e bipolar. Quando parece que quer acabar com minha felicidade indefesa, começo sem hesitar em agradecer por tudo e começo a sorrir serena novamente.
Posso ter deixado o amor da minha existência fugir das minha vista, entretanto garanto se não tivesse acontecido isso eu estaria igualmente naquele status quo. Sinto saudades de um carinho na madrugada e não consigo de forma nenhuma me tocar daquele jeito, como aquele ou aqueles rapazes fazem para me dar prazer, pois fico muito tempo á sonhar uma realidade que gostaria de viver e o meu amor por ter a capacidade de criar uma fantasia com uma razão, camufla a saudades de um carinho e um preenchimento se torna real e forte.
Mas quando fecho os olhos sinto suas mão tocarem o meu corpo e rosto, seus lábios nos meus, sua voz suave falando para eu gemer baixinho e afirmando como não  sou discreta.Duas frases que não saem dos meus ouvidos.
- Você me enlouquece.
- Essa é intenção.
Quando tive certeza que você nunca mais apareceria eu compreendi o quão saudades de um carinho corrói
o presente se  o passado não nos deixa prosseguir.